A Faculdade de Serviço Social

A Faculdade de Serviço Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro foi fundada em 24 de maio de 1944, criada pelo decreto-lei 6.527 expedido pelo Presidente Getúlio Vargas, como Escola Técnica de Assistência Social Cecy Dodsworth subordinada diretamente à Secretaria de Saúde e Assistência da Prefeitura do Distrito Federal, e mantida por essa Prefeitura. No entanto, em 1948, passou a ser subordinada à Secretaria de Educação e Cultura.
Desde a sua fundação, dirigida pela Assistente Social Maria Esolina Pinheiro, o corpo docente e gestores sempre defenderam a sua necessidade, lutando arduamente para tornar realidade uma escola gratuita de Serviço Social. Nasce, assim, uma escola pública e gratuita de ensino técnico profissional de Serviço Social do Rio de Janeiro, que contava, na época, com poucos cursos de Serviço Social no Brasil. Com isso, em 08 de dezembro de 1949, através do Decreto 442, muda o nome para Instituto de Serviço Social.
Mas foi somente em 20 de setembro de 1958, com o decreto n0 14.046, que se altera a denominação para Faculdade de Serviço Social e a mesma tem seu reconhecimento como unidade de ensino superior, passando a integrar, em 1963, a então Universidade do Estado da Guanabara – UEG, hoje conhecida como Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Houve vários deslocamentos e mudanças físicas, do centro da cidade do Rio de Janeiro para o bairro de São Cristóvão, na Rua Fonseca Telles, até chegar ao Campus Maracanã da antiga UEG. Nesse, do 90 andar, bloco B, dividindo o corredor com o IFCH (Instituto de Filosofia e Ciências Humanas) até instalar-se, definitivamente, no 8º andar, bloco D.

 

Leia Mais

logo uerj

cfess

conselho_reginal_sspng

concurso-capes

centro de ciencias sociais

logo_faperj